Má Oclusão

Classificação das Más Oclusões

O vem a ser má oclusão? 

Má oclusão é qualquer desvio da oclusão normal, e pode ser conceituada como uma relação anormal dos dentes antagonistas quando trazidos à posição de oclusão sendo geralmente associados com: 

– Crescimento e desenvolvimento anormal maxilo-mandibular. 

– Má posicionamento dentário no arco. 

– Deslocamentos dos dentes após a perda dentária. 

Edward Harthey Angle, em 1899, baseando-se nas relações ântero-posteriores, classificou as más oclusões de acordo com os primeiros molares permanentes, pois eles são os dentes mais constantes em tomar sua posição normal nas arcadas, principalmente os superiores. Essa relação entre primeiros molares superiores e inferiores é conhecida como “chave de oclusão”. 

Baseado nesse critério lançou a seguinte classificação:

  • Classe I
  • Classe II
  • Classe III

Classe I – Neutroclusão

 

Neste grupo, a consideração mais importante é que a relação entre os primeiros molares superior e inferior está correta, isto é, a cúspide mésio vestibular do primeiro molar superior oclui na direção do sulco mésio-vestibular do primeiro molar inferior, à semelhança da relação encontrada nos casos de oclusão normal. Esses casos se caracterizam por apresentarem harmonia entre as arcadas, porém podem apresentar outros problemas como apinhamentos (dentes encavalados, sobrepostos) na região anterior, mordida aberta ou mordida profunda. Nestes casos, muitas vezes o perfil facial do paciente é normal.

Classe II – Distoclusão

 

Caracterizam-se pela posição distal dos primeiros molares inferiores em relação aos superiores, ou seja, os molares inferiores estão para trás em relação aos superiores. Com isso, os dentes ântero-superiores vão se posicionar fora de sua posição habitual. A Classe II se divide em Divisão 1 e 2, de acordo com o posicionamento dos incisivos superiores.

Classe II Divisão 1

Caracterizam-se pela posição distal dos primeiros molares inferiores em relação aos superiores, ou seja, os molares inferiores estão para trás em relação aos superiores. Com isso, os dentes ântero-superiores vão se posicionar fora de sua posição habitual. A Classe II se divide em Divisão 1 e 2, de acordo com o posicionamento dos incisivos superiores.

Classe II Divisão 2

Incisivos centrais superiores quase em posição normal ântero-posteriormente ou apresentam uma leve inclinação para trás, enquanto os incisivos laterais superiores apresentam uma inclinação para frente. Nestes casos, muitas vezes o perfil facial do paciente é normal.

Classe II Subdivisão

Acontece quando a Classe II ocorre apenas de um lado do arco dentário.

Classe III – Mesioclusão

 

Neste grupo, o primeiro molar inferior está posicionado mais para frente em relação ao superior. Muitas vezes toda a arcada inferior está colocada anteriormente em relação à superior, causando a mordida cruzada anterior. Nestes casos, o perfil facial do paciente costuma ser côncavo, e a mandíbula (arcada inferior) está para frente em relação a maxila (arcada superior).

Subdivisão

quando a mesioclusão ocorre apenas de um lado do arco dentário, a unilateralidade é expressa como uma subdivisão.

Trespasse

 

Quando avaliamos os dentes no sentido ântero posterior, os incisivos centrais superiores devem estar 2 mm na frente dos inferiores. Essa relação é chamada de Trespasse horizontal, sobressaliência ou overjet

Se a distância for maior que 2 mm, o paciente possui um trespasse horizontal aumentado, comum nas Classes II Divisão 1.  

Quando avaliamos os dentes no sentido vertical, os incisivos centrais superiores devem estar 2 mm abaixo da borda incisal dos incisivos inferiores. Essa relação é chamada Trespasse Vertical, sobremordida ou overbite.

Se a distância for maior que 2 mm, o paciente possui um trespasse vertical aumentado, também chamado de mordida profunda comum nas Classes II Divisão 2. Se for negativo, ou seja, se os incisivos não se tocam, o paciente possui uma mordida aberta.

Classificação de Lischer (1919)

 

Nesta classificação, descreve- a situação de cada dente na arcada de acordo com o tipo de desvio por ele assumido:

1) Vestibuloversão: o dente está deslocado para frente. 2) Mésio-versão: o dente está deslocado para o meio do arco. 

3) Vestibulo-versão 4) Linguo-versão: o dente está deslocado para trás. 

5) Mésio-versão  6) Axiversão: alteração da inclinação do longo eixo dentário.

7) Distoversão: o dente está deslocado em direção contrária à linha média. 

8) Supraversão: o dente está deslocado para baixo do plano oclusal.  9) Infraversão: o dente está deslocado para cima do plano oclusal. 

10) Giroversão: o dente está rotacionado.

AGENDE SUA CONSULTA AGORA MESMO! PREENCHA ABAIXO QUE LIGAMOS PARA VOCÊ!

8 + 6 =

Moro Ortodontia

R. Cel. Dulcídio, 1558 - Batel

41 3027-3092

× Agendar Consulta!